domingo, 30 de novembro de 2014

Resenha: Vikings


Sim, eu sem perceber acabei esquecendo das promessas que eu tinha feito a vocês, e eu sinto muito por isso! Mas, espero que daqui a alguns dias o meu canal esteja no ar, e vocês poderão não só ler o que eu escrevo mas ouvir o que eu digo, e eu espero que vocês gostem muito! E além disso, espero que tenham gostado do banner novo também! Bom, como eu não quero ficar mais longe do blog, eu vim aqui fazer essa resenha sobre Vikings, uma série que eu comecei a pouco tempo e é realmente muito boa! Por enquanto são só duas temporadas, com ao todo 19 episódios, mas em 2015 a série retorna com a terceira temporada, e ah, sabem aquele ator maravilhoso que interpreta o Cato em Jogos Vorazes? Então, ele entra na segunda temporada como personagem recorrente. E não, esse não é o único ponto maravilhoso da série.
Com um estilo medieval, muito parecido com o de Game Of Thrones, mas abordando um assunto diferente, que é a cultura viking (que essa série também mostra que os vikings não são exatamente como pensamos que sejam), Viking passa no canal History, e como já diz o nome do canal, a série é muito boa pra quem gosta também de história, já que a série é baseada na vida de pessoas que realmente existiram. 

Sinopse: A série conta a história de Ragnar Lothbrok, descendente de Odin, guerreiro e fazendeiro, casado com Lagertha e pai de duas crianças: Gyda e Bjorn. Interessado em descobrir novos mares e novas terras, Ragnar decide pedir ao Earl de sua aldeia, Earl Haraldson, para viajar ao oeste. Haraldson, crendo que não existem terras no oeste, nega o pedido de Ragnar, que desobedece sua ordem, cria uma espécie de exército com Rollo, seu irmão, e seus amigos vikings e com a ajuda de Floki, um velho amigo, constrói um barco. Descobrindo as terras que lá existiam, Ragnar fica muito famoso por tal descoberta, mas terá que enfrentar a fúria de Haraldson e o que os deuses pagãos lhe reservam no futuro. 

Eu, particularmente, no início da série senti forte admiração por Ragnar, porém, acho que com o que essa série se superou mesmo foi com as maravilhosas personagens femininas. Meu Deus. Todas fortes, lindas, decididas, não abaixam a cabeça pra nenhum homem... Principalmente a Lagertha, personagem mais amada da série, que com o decorrer da série eu percebi que é a ÚNICA mulher que viaja com os homens para o oeste. Mas tanto a Lagertha, quanto a Siggy e todos os personagens que aparecerão no futuro são extremamente apaixonantes. Cada uma com uma personalidade diferente, um jeito diferente de resolver as coisas, mas todas fortes, inteligentes e admiráveis. E não só elas, mas como todos os personagens foram muito bem pensados, com personalidades marcantes, e diferentemente de várias séries que vemos por aí, todos eles fazem algo que não sai muito do contesto. Você consegue conhecer o personagem, como se fosse um amigo próximo, sabe? Mas continuam te surpreendendo cada vez mais. 
O enredo é maravilhoso, os personagens são maravilhosos, e eu também amo conhecer tantas coisas com essa série. Eu não sabia quase nada sobre a mitologia nórdica, mas com essa série, eu vejo como rica em histórias ela é, histórias tão interessantes quanto as de mitologia grega, que seria a mais "famosa" hoje em dia. E uma coisa interessante em Vikings também é que eles retratam muito bem o preconceito religioso existente naquela época. Os nórdicos eram pagãos, porém, no oeste, onde existiam países bem mais avançados, eles já eram cristãos, e no momento em que eles se encontram já existe aquele olhar torto e aquela coisa toda de "falso Deus/ falsos deuses". 

Enfim, essa série maravilhosa é super recomendada para quem gosta de história, mitologia, séries medievais, séries que abordam religião ou séries cheias de guerras e massacres. Espero que tenham gostado do post! Beijos e até a próxima :*







Nenhum comentário:

Postar um comentário