quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Resenha: Coleção A Seleção


Então meninas, segunda feira, finalmente terminei de ler a coleção "A Seleção", e posso dizer que eu estou APAIXONADA, por isso, resolvi fazer uma resenha da coleção inteira de uma vez, se não vai ficar meio estranho, na minha opinião, três posts seguidos pra falar de livros da mesma coleção. Vou começar colocando a sinopse dos três livros e depois dou minha opinião.

  • Sinopse "A Seleção": 

Para trinta e cinco garotas, a Seleção é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças de dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha. 
Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes.
Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar. Eles formam uma aliança, e, aos poucos, America começa a refletir sobre tudo o que tinha planejado para si mesma e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que ela nunca tinha ousado imaginar.
  • Sinopse "A Elite": 

A Seleção começou com 35 garotas. Agora restam apenas seis, e a competição para ganhar o coração do príncipe Maxon está acirrada como nunca. Só uma se casará com o príncipe Maxon e será coroada princesa de Illéa. Quanto mais America se aproxima da coroa, mais se sente confusa. Os momentos que passa com Maxon parecem um conto de fadas. Quando ela está com Maxon, é arrebatada por esse novo romance de tirar o fôlego, e não consegue se imaginar com mais ninguém. Mas sempre que vê seu ex-namorado Aspen no palácio, trabalhando como guarda e se esforçando para protegê-la, ela sente que é nele que está o seu conforto, dominada pelas memórias da vida que eles planejavam ter juntos.
America precisa de mais tempo. Mas, enquanto ela está às voltas com o seu futuro, perdida em sua indecisão, o resto da Elite sabe exatamente o que quer — e ela está prestes a perder sua chance de escolher. E justo quando America tem certeza de que fez sua escolha, uma perda devastadora faz com que suas dúvidas retornem. E enquanto ela está se esforçando para decidir seu futuro, rebeldes violentos, determinados a derrubar a monarquia, estão se fortalecendo — e seus planos podem destruir as chances de qualquer final feliz.

  • Sinopse "A Escolha": 
A Seleção mudou a vida de trinta e cinco meninas para sempre. E agora, chegou a hora de uma ser escolhida. America nunca sonhou que iria encontrar-se em qualquer lugar perto da coroa ou do coração do Príncipe Maxon. Mas à medida que a competição se aproxima de seu final e as ameaças de fora das paredes do palácio se tornam mais perigosas, América percebe o quanto ela tem a perder e quanto ela terá que lutar para o futuro que ela quer. Desde a primeira página da seleção, este best-seller #1 do New York Times capturou os corações dos leitores e os levou em uma viagem cativante... Agora, em A Escolha, Kiera Cass oferece uma conclusão satisfatória e inesquecível, que vai manter os leitores suspirando sobre este eletrizante conto de fadas muito depois da última página é virada.

Bom, agora vamos lá para a minha opinião:

Esta coleção é incrível, uma das mais incríveis que eu já li. Super recomendo. Eu não sou do tipo que gosta muito de romance, porque minha paciência esgota rápido com muito mel, mas cara, não tem como não se apaixonar. Não é só um livro romântico sobre princesinhas e contos de fadas. É muito mais do que isso, porque isso não é impossível de um dia acontecer. A Seleção não é como um livro medieval ainda nos tempos da monarquia. O livro se passa no futuro, depois de uma guerra mundial onde a China finalmente conseguiu vencer a America do Norte e transformá-la sua colônia. Com isso, o fundador de Illéa, Gregory Illéa, juntou todos os americanos para lutar contra isso, conseguindo finalmente vencer e fundar tal país. Illéa vive em constante guerra com a Nova Ásia, porém, Gregory e seus descendentes conseguem controlar a situação durante anos, também entretendo o povo com A Seleção, que ocorre para escolher uma esposa para o próximo rei de Illéa. Soa como Jogos Vorazes, não é? Eu também acho isso, só que ao invés de ser pessoas lutando por sua vida, são 35 garotas lutando pela coroa, ou o amor de Maxon. 
Uma coisa que eu também gostei muito no livro é que America e Maxon não se apaixonam de cara, tem todo um desenvolvimento. Eu odeio livro ou série que já começa, as pessoas se entreolham e pronto, nasce um romance. Não é como se fosse assim. America e Maxon começam como amigos, ficam assim durante um bom tempo e depois começam a se interessar um pelo outro, assim como nós nos apaixonamos pelo nosso melhor amigo, sabe? É um romance que faz com que você realmente torça pelo final feliz deles, e se descabela quando tudo dá errado. 
Ah, e também tem os personagens. Todos maravilhosos. É como se eles realmente existissem, como se eles criassem vida dentro de sua cabeça. Nenhum faz algo longe de sua real personalidade, como muito escritor faz, quando tenta chegar a uma conclusão a todo custo. Acho que o bom dos livros da Kiera são esses. Ela cria os personagens e suas personalidades e eles mesmos escrevem seu próprio destino. America, teimosa, esquentada, impulsiva. Eu me identifiquei muito com ela, com as atitudes dela. Ela fez muita coisa que eu também faria. Maxon e o seu jeito cavalheiro é tão apaixonante, e Aspen sempre tentando dar uma de herói, então... Lendo o livro eu senti o que cada um sentiu, eu senti várias coisas ao mesmo tempo dentro de mim e enfim, essa coleção me deixou de um jeito que nunca vou entender, e o pior é que eu criei um laço com cada um dos personagens e agora estou chorando rios por dentro por ter que ficar longe deles... Ok, em Maio de 2015 "O Herdeiro" tá chegando aí, mas da mesma forma, não vai ser mais a dúvida de America entre Maxon e Aspen, na verdade nem vai ser mais a America narrando o livro... Eu gostei muito da ideia de continuar a coleção, mas sendo contada pela filha de Maxon e America, mas vai deixar uma saudade imensa de toda aquela confusão na cabeça da America, aquele jeitinho dela de tentar resolver as coisas sem magoar ninguém ou se magoar, que me lembra tanto eu mesma. Eu realmente espero que Eadlyn seja tão apaixonante quanto sua mãe.  
Outra coisa que me fez apaixonar pela coleção: Não o livro em si, mas a escritora. Ela é tão meiga! E ela vive vindo pra cá pro Rio. Ela já veio umas duas vezes, mas infelizmente não pude ir porque só fiquei sabendo depois... Sim, eu fiquei frustrada. Mas ela trata os fãs tão bem, ela é tão menininha, sei lá. Não tem como não gostar dela. E os agradecimentos então? 

Enfim meninas, eu acho que eu talvez tenha me empolgado com a resenha, mas eu espero que vocês tenham gostado! Beijos, até o próximo post :* 


4 comentários:

  1. Eu nunca li esses livros, devo ser uma berração, mas nunca tive um interesse grande nele. Não sei pq, pois todo mundo fala super bem dele. beijos linda
    https://www.youtube.com/watch?v=KEMMi7KeBOk&list=UUcsbrzL9CrOPNlqbA7lBy-w

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha Não é uma aberração não, acredite! Eu também não tinha nenhum interesse nele, pois como eu falei no post, não curto muito romance, mas um dia, por curiosidade, resolvi comprar e me apaixonei! Beijos <3

      Excluir
  2. Eu li essa série em 3 dias! O livro te prende demais!
    É maravilhosa, recomendo pra qualquer pessoa. Até a metade do livro 2 eu fiquei em cima do murro: Aspen ou Maxon? Mas depois eu me apaixonei perdidamente pelo Maxon (tem como não se apaixonar?)
    Espero que "O Herdeiro" seja tão bom quanto "A Seleção"
    Adorei a resenha :)
    Beijos
    http://garotas-ao-mar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu li exatamente nesse tempo também! Cada livro terminei em menos de um dia haha
      No início eu era team Aspen, mas depois o Maxon apareceu e eu fiquei apaixonada também, meu Deus.
      Estou super ansiosa para "O Herdeiro"!
      Obrigada! Beijos.

      Excluir